Era uma vez uma criança…

Olá, queridos leitores!

Como estão? Espero que bem desde a última e distante vez em que nos falamos. (Novamente, perdoem-me o atraso em escrever novos posts.) Sem mais delongas, demos início à comemoração de um evento muito interessante…

Bom, talvez vocês não saibam, e eu também não sabia até pouco tempo, mas hoje é o Dia Internacional do Livro Infantil. E isso não é pouca coisa! Livros destinados a crianças, muitas vezes, são o fator determinante para o futuro literário de um indivíduo, ou seja, uma boa experiência literária na infância é uma das grandes responsáveis pelo desenvolvimento do gosto pela leitura e, consequentemente, por transformar realidades, sociedades e mundos, pois como já diria Mário Quintana: “Os livros não mudam o mundo. Os livros mudam as pessoas, as pessoas mudam o mundo”.

Logo, para celebrar essa data tão importante, achei interessante e coerente selecionar alguns dos meus livros infantis preferidos..! Vamos começar?

  • O Planeta Lilás (Ziraldo): Esse livro é absolutamente lindo! Conta a breve aventura de um bichinho demasiadamente pequeno e curioso que decide ir explorar o universo, partindo de sua terra natal, o Planeta Lilás. Durante a viagem, ele descobre outros astros, orbes e mundos e chega a uma conclusão sobre o universo onde mora… Não vou contá-la; é uma história curtinha e muito simpática que vale a pena ser lida. Super recomendo a crianças, desde pequeninas, pois como todo bom Ziraldo, instiga a imaginação, possui ilustrações cativantes e é muito interessante. (Recentemente, pensei em atribuir todo um significado poético e metalinguístico ao livro, mas acho essas interpretações desnecessárias – é um livro infantil, oras! 😉 )

Capa da última edição do livro “O Planeta Lilás”, de Ziraldo

  • A Outra Enciclopédia Canina – Ricardo Azevedo: Essa é uma leitura indispensável a todo aquele que aprecie nossos melhores amigos peludos e de quatro patas. A obra reúne 24 raças caninas, ilustradas pelos mais renomados e talentosos cartunistas e desenhistas, como Mariana Massarini e Eva Funari, descrevendo-as de forma engraçada e descontraída, através de seus estereótipos. Muito divertida!

A Outra Enciclopédia Canina, de Ricardo Azevedo

  • O Menino Sem Imaginação – Carlos Eduardo Paes: Acho que já reli este livro três vezes e leria mais uma, não fosse a pilha infindável de obras que se acumula sobre minha mesinha de cabeceira. Paradidático, é muito usado em escolas e colégios (vem até com aqueles encartes: “Suplemento de Leitura”, que você com certeza conhece) e nem por isso é menos interessante. Ambienta-se durante uma Copa Mundial de Futebol, quando uma pane geral impede todos os televisores de funcionarem. Tavinho, que nos narra a história, desespera-se, pois sua vida é alimentada e abastecida pelos programas de TV aos quais assiste. Em meio à confusão, ele deverá aprender a lidar com a falta dos aparelhos e reaprender a usar sua imaginação, agora atrofiada, com o auxílio da ávida leitora que é sua irmã, do cego Rubens com quem sempre encontra, dentre outros personagens. Mesmo sendo um livro razoavelmente antigo, mantém-se muito atual, incentivando a leitura e o processo imaginativo, tão subestimados com o advento de tecnologias como TVs, video-games e computadores (esses últimos dos quais, confesso, sou vítima…) Leitura maravilhosa!

O Menino Sem Imaginação, de Carlos Eduardo Novaes.

  • Uma Ideia Toda Azul – Marina Colasanti: Mestra dos contos fantásticos, Marina Colasanti possui uma coletânea de contos para crianças e jovens inigualável. Esse livro apresenta uma seleção dos melhores. É vero que os contos dela podem ser interpretados de inúmeras maneiras que os trabalham muito profundamente, porém, suas histórias são tão sutis e sensíveis que cativam qualquer criança, jovem ou adulto, por sua simples descrição e trama. Envolvidos na imaginação e na fantasia, com unicórnios, princesas, fadas e reis, esses contos dialogam com leitores de qualquer faixa etária, permitindo-nos um contato com a magia em que crianças tanto acreditam. Se você aprecia leituras curtas e fantasiosas ou conhece crianças que sonham e devaneiam com mundos de fadas, eles são ideais.

Uma Ideia Toda Azul, de Marina Colasanti

  • O Segredo do Vale da Lua (The Little White Horse) – Elizabeth Goudge: J.K. Rowling, autora da série Harry Potter, citou esta obra como uma de suas preferidas quando criança. Só essa informação já nos basta para compreendermos que deve ser maravilhosa. E é. Já para um público não tão jovem assim (eu recomendaria em torno de 10 anos, talvez), o livro conta a história de Maria Merryweather, uma órfã que vai viver com o “primo-tio” no Vale de Moonacre. Lá, ela encontra a história de sua família e mistérios começam a tomar forma diante dela, levando-a a perceber que pode ser capaz de quebrar uma maldição, uma rixa entre amores e famílias que assola a região e inviabiliza a felicidade plena no vale. Para isso, ela contará com uma pitada de magia… Leitura leve e fofa, transborda fantasia, sendo muito adequada ao público infantil.

  • O Jardim Secreto – Frances Hodgson Burnett: De verdade, do fundo do meu coração, esta sempre foi uma das minhas histórias preferidas, tanto a versão cinematográfica quanto o livro. Mas estamos aqui para falar de livros, então… Mary Lennox, uma criança malcriada e desagradável, acaba de ter seus pais ausentes vitimados por uma epidemia de cólera. Vê-se, portanto, forçada a viver com o carrancudo tio em Misselthwaite Manor, uma propriedade em Yorkshire – condado composto pelo cenário melancólico das charnecas no interior da Inglaterra. Na monotonia da região, ela encontra um antigo jardim, agora fechado, e descobre sua fascinação pelo cultivo das plantas e pela jardinagem. Admiravelmente, trava contato profundo e íntimo pela primeira vez com pessoas, não as tratando apenas como serviçais. Outras surpresas, porém, ainda estão por vir… Gritos agudos a acordam durante a noite e ela descobre que possui um primo doente e debilitado, escondido em seu quarto. Sendo tão mimado quanto ela, ambos tem de aprender a lidar com o outro e , aos poucos, seus temperamentos se abrandam. À medida que os dois primos mais o amigo Dickon, juntos, conhecem e passam a amar o jardim, tudo se transforma em suas vidas, e, talvez, o cenário não seja tão melancólico e tedioso quanto Mary pensava…
    Não é uma leitura particularmente mágica, como outras aqui presentes, mas a fantasia jaz na essência das personagens, na mudança e nas atitudes das crianças, estimuladas por um simples  e, de alguma maneira mágico, jardim. Não recomendo a leitura deste livro – recomendo a leitura e a releitura e esta de novo tantas vezes quanto forem possíveis. Acreditem, vale a pena. Ah, creio que seja aconselhável para leitores a partir de 9/10 anos, dependendo do quanto podem ou conseguem ler e digerir.

O Jardim Secreto, de Frances Hodgson Burnett

Há incontáveis outros livros infantis dignos de nota. De contos de fadas e fábulas a biografias voltadas para o público infantil, passando por títulos como: “Pippi Meialonga” de Astrid Lingren, “A Fada que tinha ideias” e “A Curiosidade Premiada” de Fernanda Lopes de Almeida; “A Morte tem Sete Herdeiros”, de Stella Carr e Ganymédes José;  os livros de Lygia Bojunga; “Linéia no Jardim de Monet”, de Christina Bjork e obras mais recentes, como “Diário de Um Banana”, de Jeff Kinley  e “Judy Moody”, de Megan McDonald,  as leituras destinadas a essa fase são ilimitadas e devem, sempre, ser incentivadas, uma vez que transmitem valores e princípios, permitindo a formação de um mundo melhor por parte das crianças. (Desculpem  o clichê, hehe, mas é verdade).

Resumindo, segundo o autor inglês G. K. Chesterson…

“Contos de fadas são mais que verdadeiros: não porque eles nos dizem que dragões existem, mas porque eles nos dizem que dragões podem ser derrotados” (G. K. Chesterson – tradução livre)

E vocês? Quais seus livros preferidos quando crianças? Deixem nos comentários! Adoramos ouvi-los, então, não se esqueçam, vocês tem uma voz e o direito de usá-la!

Sua etc.,

Ms Reads

Não esqueçam de curtir nossa página no Facebook!

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “Era uma vez uma criança…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s