Arquivo da tag: #Dickens200

Entre Sebos & Páginas Amareladas

Olá, queridos leitores!

Arranjei algumas horas para postar uma coisinha à toa obre a qual vinha pensando há algum tempo. Não, infelizmente não haverá resenhas hoje, embora eu já tenha algumas ideias para futuras postagens…

Hoje vou contar a vocês sobre uma excelente aquisição que fiz em julho do ano passado. Lá estava eu, dando uma olhada no Facebook, quando resolvi procurar uma página sobre Charles Dickens para curtir dentro de “Livros Preferidos” Ao curtir tal página, deparei-me com um leilão no eBay: lance inicial de £0,99 por uma edição original do século XIX do livro “Um Conto de Duas Cidades”. Não é nem preciso comentar o quão animada eu fiquei, logo partindo para cobrir o primeiro lance. Acho desnecessário contar os pormenores da situação, basta que saibam que fechei o leilão em £6. Os segundos finais foram absurdamente tensos!! Usando a internet do celular, pois estava num restaurante, fiquei monitorando o site para me assegurar de que ninguém cobriria o meu lance. O alívio, que senti quando li aquelas palavrinhas em verde: “Congratulations! You’ve won!” é indescritível.

Algumas semanas depois, o livro chegou a minha casa. Quase surtei! A emoção de segurar um livro tão antigo é muito intensa. É um exemplar de capa dura vermelho, razoavelmente pequeno, com as figuras originais! E ainda há uma inscrição a lápis no alto da primeira página que ainda não consegui decifrar…! (Espero, infantilmente, que seja algo secreto ou misterioso…)

20120114-230649.jpg

Em uma outra ocasião, encontrei uma edição da década de 1960 de outro livro do Dickens, “As aventuras do Sr. Pickwick”. Como estivesse num sebo, acabou sendo uma verdadeira pechincha: R$17,00!

Ou seja, por meio desta, faço uma apologia aos sebos: comprem neles! Há uma variedade muito maior de livros e por um preço muito mais acessível! Além de existirem muitos sebos por aí, apenas esperando para serem descobertos…! No Rio de Janeiro, alguns dos melhores se encontram no Centro da cidade e há uma infinidade de lojas virtuais de livros usados que possuem ainda mais opções. E, como os livros não são objetos muito pessoais, como roupas, não há qualquer problema higiênico que nos faça evitar comprá-los usados.

Despeço-me de vocês por um tempo indefinido,

Sua etc.,

Ms Reads

P.S.: Logo, logo, teremos um post especial sobre Dickens, (o Charlie), pois, nesse fevereiro, é seu bicentenário! Parabéns adiantado a esse gênio!

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized